O mundo da moda é cheio de tendências que mudam e se transformam em questão de minutos. Mesmo assim, sempre temos aquela peça tradicional, que atravessa gerações, e nunca sai realmente de circulação.

Para quem trabalha com a venda de bijuterias, é importante estar por dentro das principais novidades do ramo, mas é essencial conhecer as peças clássicas, usadas por quase todas as mulheres.

Por isso, se você ainda não sabe quais as bijuterias que não saem de moda, está na hora de conhecê-las. Confira 5 dicas a seguir!

1. Bijuterias com pérolas

Quando o assunto é bijuteria clássica, a pérola sempre será uma ótima opção. Essa pedra é conhecida desde antes de Cristo e foi muita usada por mulheres icônicas, como Marilyn Monroe, Audrey Hepburn e Coco Chanel.

Na hora da venda, você pode indicar brincos, pulseiras, anéis e gargantilhas de pérola para o dia a dia e também para compromissos mais especiais, como festas e casamentos. Ela também se adapta ao dia e a noite, tornando-se uma opção muito versátil para as mulheres mais jovens e mais maduras.

2. Brincos de argola

Nossa segunda opção de bijuteria clássica é o brinco de argola. A peça é muito fácil de combinar, tanto com roupas, quanto com outros acessórios. Além disso, também é uma ótima opção para transitar em eventos diurnos e noturnos.

Uma dica na hora da venda é ter peças grandes e pequenas, além de opções finas e grossas. As peças grandes são ideias para o trabalho e passeios casuais. Já as peças pequenas podem ser usadas em festas, casamentos e jantares. A argola é a peça que pode deixar uma mulher discreta ou sexy, basta trocar o modelo.

3. Anéis solitários

É muito difícil encontrar uma mulher que não tenha usado um anel solitário ao menos uma vez na vida. Símbolo do amor e da tradição, esse acessório é o destaque na realização de noivados, festas de debutante, formaturas ou até mesmo como um presente especial.

Mas além dessas ocasiões, a peça também é uma ótima opção para o dia a dia. É aquela bijuteria que você esquece que está usando e só tira para não molhar. Por isso, na hora da venda, indique seu uso para as mulheres mais discretas, que gostam de usar poucas peças, mas que querem apostar em algo especial e marcante.

4. Peças religiosas

As bijuterias com símbolos religiosos são usadas por pessoas que seguem determinada religião, mas também por quem gosta desse estilo. Por isso, podemos considerar esse tipo de bijuteria um clássico que não sai de moda.

Inclua peças com cruzes, terços, escapulários, acessórios de madrepérola e imagens de santos no seu mostruário. Também vale a pena investir em outras simbologias diferentes do catolicismo. Isso vai depender do estilo das suas clientes.

5. Bijuterias de coração

Não importa qual a peça: um brinco, um pingente, um anel ou uma pulseira, os acessórios de coração nunca saem de moda. O coração é um símbolo universal que representa o amor, a delicadeza e o romantismo.

Uma dica na hora da venda é apostar em conjuntinhos. Além disso, você pode aumentar seu leque de clientes, oferecendo bijuterias em formato de coração para crianças e adolescentes. As mamães adoram e as filhas ficam lindas e delicadas.

Apostar em bijuterias que não saem de moda contribui para que você agrade a maior parte da sua clientela e aumente suas vendas. Nem todas as mulheres são clássicas, mas algumas peças são tão práticas que simplesmente não pode faltar no porta-joias das suas clientes.

E agora que você já sabe em quais peças apostar para aumentar suas vendas, que tal aprender a combinar cores nas bijuterias? Boa leitura!

Autor

1 Comentário

  1. Pingback: 6 dicas de como apresentar um produto e aumentar suas vendas - Blog | Strass & Cia

Escreva um comentário